Musas Podcast – Episódio 9 com Mami Pereira

 

Descrição do episódio

A Filipa Larangeira insistiu que eu tinha que conhecer a Mami, do @mamigeographic. E eu lá fui, espreitar o instagram dela para ver se faria sentido convidá-la para ser uma das Musas do Musas.

Cheguei. Vi uma foto e outra e outra. A cada foto, um pensamento idêntico: “Ela é super bonita!”, “Ela veste-se tão bem!”, “Que cabelão!”, “Como é que ela maquilha os olhos?”. E nisto surge um pensamento muito pouco glamoroso que diz “Não, uma gaja tão gira vai-me tirar o protagonismo”.

Investiguei mais. Fui ver o que é que ela fazia (sim, que uma gaja gira como ela não podia fazer grande coisa da Vida) (sim, mais um pensamento de morrer de orgulho). E aí vejo o que escreve, como escreve, como pensa, como comunica, o que faz, pelo que se interessa. Ela não é apenas linda por fora, ela é de uma inteligência, de uma sabedoria, de uma cultura e de um humor brilhantíssimos! (Filipa Larangeira, tinhas mesmo razão!)

Confirmei. Não a podia trazer para o Musas. Ela era o sonho de qualquer homem. Ela era praticamente Deus na Terra! (Pensamentos elevadíssimos né?)

Percebi, nesse exacto instante, que todos os pensamentos menos glamorosos que me haviam passado pela cabeça ao olhar para o instagram da Mami eram exatamente a razão pela qual fazia TODO o sentido convidá-la para o Musas. Se o Musas é sobre conversas reais entre Mulheres reais, eu teria que convidar a Mami e partilhar com ela tudo o que eu pensara ao ver o seu instagram (e ao mesmo tempo rezar para ela não me mandasse à merda, a mim e ao meu convite).

Falei-lhe de ter morrido de inveja dela, falei de me sentir ameaçada pela sua beleza e inteligência, falei-lhe dessa rivalidade que senti ao entrar no seu instagram e que quase me fez excluí-la do Musas (e da minha Vida!) e pedi-lhe desculpas por tudo isto! E senti uma tristeza profunda, não só pela dor que potencialmente lhe infligia com estas palavras mas também pela dor que me infligia a mim mesma. Porque ao mesmo tempo que a colocava num pedestal de ouro, eu colocava-me a mim num balde de esterco!

Ela respondeu-me com um aberto sim e com muito, muito, muito humor. Encontrámo-nos no skype para nos conhecermos e falámos até não dar tempo para mais. Amei-a, de coração. Sim, que para além de todas as qualidades já referidas, ela é de uma acessibilidade, simpatia, simplicidade e coração brutais!

A nossa conversa não teve filtros e partilhámos questões da nossa esfera privada ignorando o facto de estarmos a falar uma com a outra pela primeira vez e ainda por cima, pelo skype.  À medida que eu me permitia ver para além da “montra”, eu revia nela as minhas questões, as minhas reflexões, as minhas dores. Ao mesmo tempo que éramos tão diferentes, éramos simultaneamente tão iguais. Somos Mulheres, porra!

O episódio da Mami vem relembrar-me (nos) que nenhuma Mulher deve ser julgada pela sua aparência. Nem mesmo nós por nós mesmas. Que quando o fazemos, deixamos de ver o Verdadeiro Ser que ali está e que dessa forma, não o estamos a aceitar por quem ele é! A não aceitação de uma outra Mulher reflete sempre uma não aceitação de mim mesma em primeira instância e aí, eu agradeço à Mami por me espelhar a minha falta de amor próprio (coisa que ela entende e não entende) e me tornar consciente da importância de me focar em mim e no cultivar da minha Essência.

Retirar a Mami do pedestal onde eu própria a tinha colocado (e retirar-me a mim do balde de esterco) permitiu-me sair da competição para o espírito de sororidade. E, com tudo isto, não sei onde foi parar a ameaça que senti inicialmente. Ela simplesmente evaporou-se e nutro hoje pela Mami um carinho tão mas tão grande, que estou ansiosa por dar um saltinho a Lisboa para lhe dar um grande abraço, agradecer-lhe e dizer-lhe que ela tem um cabelo horroso (ahahahah)

Hoje trago-vos a Musa Mami Pereira do instagram @mamigeographic.

SIGAM A NOSSA MUSA:

Referências Mencionadas no Episódio

Reflexão final

O que pensas das interessantes reflexões da Mami? Deixa o teu comentário em baixo e vamos conversar sobre o assunto. Eu respondo SEMPRE!

Queres conhecer as próximas convidadas do Musas? Então subscreve a minha newsletter para teres acesso a essa e outras informações exclusivas para subscritores.

Um beijinho,
Sofia

(Episódio editado por Fátima Teixeira)

(Este artigo contém links de afiliado. Ao clicares e realizares uma compra através dos meus links, eu ganho uma pequena comissão que poderei descontar na compra de produtos na Wook. O valor final pago por ti não é de qualquer forma inflacionado por este sistema.)

Mostrar 3 comentários
  • Sofia Martins
    Responder

    Tão bom ouvir a Mami! Continuava para mais uma hora. Obrigada pela partilha.

    • Sofia de Assunção
      Responder

      Tu e eu Sofia! A Mami é mesmo uma delícia! Obrigada por nos fazeres companhia 🙂 Beijinhos

    • Mami
      Responder

      Ohhh obrigada Sofias! Fazem jus ao vosso nome
      Suas sábias!

Deixe um Comentário