Como trabalha um Coach de forma remota?

Queres receber o apoio de um Coach que trabalha longe de ti? Como é que um Coach te pode apoiar via internet? Como é que funciona um processo de Coaching através do mundo digital?

Há três anos que trabalho como Coach de forma quase exclusivamente remota e vou responder-te a todas estas questões!

 

Os dois grandes modos de funcionamento do Coaching

Existem essencialmente dois grandes modos de funcionamento do Coaching: presencial ou virtual ou seja, por telefone ou utilizando outras tecnologias que dependem da internet (Coaching digital).

Se o Coaching presencial continua a ser o mais comum na Europa, o Coaching virtual é cada vez mais utilizado tanto pelos Coachs pessoais quanto pelos Coachs profissionais do mundo inteiro.

 

O Coaching digital – um formato em expansão

O Coaching digital tem-se vindo a propagar não só devido à especialização dos Coachs em nichos específicos do mercado (o que faz com que o Coach que o cliente procura não viva necessariamente ao seu lado) mas também devido à flexibilidade que essa forma de trabalho remoto acresce à vida do Coach e do cliente.

No meu caso pessoal, escolhi apoiar pessoas via digital por duas razões:

  1. escolhi viver no campo, longe dos grandes centros, o que me faz estar igualmente mais distante fisicamente da maioria do meu público-alvo. A internet é portanto o meio que me permite a conexão com os meus clientes;
  2. sendo mãe de duas crias, poder trabalhar a partir de casa, estabelecendo os horários que melhor se conjugam com as rotinas familiares, respeita o meu valor de liberdade;

Este formato de trabalho permite igualmente que os meus clientes realizem as sessões a partir de locais que lhes são, naqueles horários, mais práticos: já tenho atendido clientes a partir dos seus locais de trabalho, a partir da faculdade e até a partir de jardins públicos. A flexibilidade é maior para ambas as partes!

Os meus atendimentos são feitos a partir de casa mas há Coachs que trabalham a partir dos seus próprios escritórios, de espaços de coworking ou de outros locais. A preocupação central do Coach que atende via internet é que, independentemente do lugar de onde fizer os seus atendimentos, ele deverá sempre garantir a confidencialidade das conversas tidas com os seus clientes.

 

Como é que os clientes chegam até mim?

Quando me lancei enquanto Coach a trabalhar de forma remota, os primeiros clientes vieram a partir dos conteúdos gratuitos que comecei a criar (a partir do meu canal de youtube, do meu blog, do facebook e do instagram).

Paralelamente, as parcerias com outras empreendedoras, trouxeram maior visibilidade ao meu trabalho. Foi o caso do episódio do Officina, o Podcast do Officinalis no qual participei, o vídeo que gravei com a Vânia do Made by Choices ou ainda os artigos que escrevi para o Nomadismo Digital Portugal.

Atualmente, os meus clientes chegam não só a partir dessas valiosíssimas fontes mas também através dos testemunhos dos meus clientes que vão passando a palavra a amigos, conhecidos e familiares.

 

Como se processa o primeiro contacto Coach-cliente?

No meu caso, os clientes entram em contacto comigo maioritariamente via email, através dos diversos formulários de contacto à disposição no meu site. Recebo ainda alguns pedidos de apoio através das redes sociais (facebook e instagram).

Depois de ler as respostas dadas às questões presentes nesses formulários de contacto, eu marco uma primeira conversa via skype de cerca de 30 minutos e gratuita, afim de conhecer melhor o cliente, perceber melhor o que é que ele procura e perceber também se eu sou a pessoa certa para o apoiar nesse processo. Essa conversa serve também para o cliente me colocar todas as questões que possa ter em relação à minha forma de trabalhar.

No final dessa primeira conversa, decidimos conjuntamente do início (ou não) de um processo de Coaching. É também nessa altura que decidimos a frequência (semanal ou quinzenal) das nossas sessões.

 

Como decorre um processo de Coaching no formato digital?

Existem várias plataformas que permitem a realização das sessões. Tenho uma preferência pelo skype mas também já tenho utilizado o appear.in.

Para mim, é importante não só ouvir mas também ver o cliente. Isso possibilita-me aceder a informações que apenas o corpo dá (a comunicação não verbal diz muita coisa!). Por isso, só faço atendimentos via telefone ou sem imagem quando de facto não existe outra possibilidade.

Ao longo de todo o processo, são partilhadas ferramentas, exercícios e documentos através do Google Drive e email. No final de cada sessão, o cliente recebe por email um documento com as notas detalhadas da respectiva sessão.

Ao longo de todo o processo, e fora das nossas sessões, ofereço apoio via email e whatsapp.

 

Os inconvenientes do formato digital

O maior inconveniente deste formato é que está apoiado sobre a tecnologia. Coach e cliente devem portanto assegurar a qualidade da conexão à internet assim como o correcto funcionamento do aplicativo utilizado para a comunicação.

Numa perspectiva mais pessoal, um outro inconveniente prende-se com o facto de faltar aquele contacto presencial com a pessoa que apoio, por vezes durante vários meses. Fico muito feliz sempre que tenho a oportunidade de conhecer presencialmente os meus clientes e conversar com eles sem ser por meio de um ecrã.

 

Trabalhar de forma remota permite assim uma maior flexibilidade tanto ao Coach quanto ao cliente. É também uma forma de potenciar a acessibilidade a serviços e pessoas aos quais, sem a ajuda da tecnologia, não se teria acesso. Agradeço diariamente por viver numa época em que a tecnologia abre tantas possibilidades para quem quer desenvolver-se pessoalmente e evoluir.

Ficaste com alguma questão sobre como é que eu atendo de forma remota? Deixa o teu comentário em baixo (que eu respondo SEMPRE) ou entra em contacto comigo por aqui (respondo dentro das próximas 48horas).

 

Até já,
Sofia

 

Referências:

  • TREILLE, Laurence (2014) Formation en Coaching PNL Coach. Genève. Institut International de PNL et Coaching.

Deixe um Comentário